(31) 2512-0404   contato@rcdoutor.com.br

    • (31) 9 8229-8118

Anestesiologista é indiciada por cirurgia errada

cirurgia errada erro medico rc doutor seguros médicos
RC Doutor

Por:RC Doutor
Anestesiologia

12

ago 2019

Anestesiologista é indiciada por cirurgia errada no Hospital São José

Fonte: Infonet Notícias

A todo momento ficamos sabendo de erros médicos. O problema maior é compreender por que eles acontecem e entender que, quando se trata do ser humano e de procedimentos, tudo pode acontecer. 

Seja por cansaço, por falta de atenção ou, até mesmo despreparo, o fato é que ninguém está livre de passar por alguma falha em seu dia a dia. Veja, por exemplo, o caso de uma anestesiologista que seria responsável pela cirurgia de Marilene Rodrigues, paciente de 62 anos.  

A paciente deveria ser operada de uma hérnia e também faria a retirada de pólipos no útero. Mas o que aconteceu foi a retirada da tireoide. 

Um erro que chega a ser bizarro, porém, mais comum do que podemos imaginar. A anestesiologista responsável pelo caso foi indiciada por lesão corporal culposa majorada, pois afetou diretamente o membro ou a situação física da paciente.

O erro: troca de prontuários entre duas pacientes com nomes similares.

troca de prontuários erro médico rc doutor seguros médicos

Segundo o delegado responsável pelo caso, Ronaldo Marinho, foram ouvidas cerca de 15 pessoas e o caso foi analisado cuidadosamente para que fosse possível identificar se tratava-se de um crime ou não. 

Foi realizada uma perícia e confirmada a retirada do órgão, o que causou à paciente a dependência de medicamento regulador de hormônios para o resto da vida.

A anestesiologista foi indiciada, pois, além de conversar com a paciente, sem a presença da equipe, com o objetivo de agilizar seu trabalho, repassou as informações erradas para a cirurgiã, que não teve a oportunidade de confirmar os dados diretamente com a paciente. Afinal, ela já estava anestesiada e sedada no momento da cirurgia. 

Em primeira avaliação, a culpa da cirurgiã foi considerada de grau mínimo, ou seja, os fatos mostraram que o que houve era insuficiente para responsabilização penal da mesma.

Aqui, a cirurgiã e os demais membros da equipe também tiveram que ser ouvidos e o risco de serem julgados também era grande. 

Afinal, todos deveriam ter cumprido seu papel e acompanhado a paciente, antes da cirurgia, ter cobrado da anestesista um acompanhamento da paciente, antes da anestesia, o que não aconteceu.

Como a anestesiologista e os membros da equipe poderiam se beneficiar de um seguro de responsabilidade civil?

No caso acima (que no ato da divulgação desta notícia ainda não havia sido julgado pelo Ministério Público), os responsáveis pelo erro poderiam ser indiciados, tendo como pena, além de indenização, a prisão e ainda a perda do registro profissional.

Se todos os membros da equipe tivessem um seguro de responsabilidade civil profissional para médicos, os custos do caso seriam transferidos para a seguradora.

Dentro do valor total do seguro, que é pré-estipulado em contrato, cabe à seguradora amparar o segurado, garantindo o pagamento da defesa (através da contratação de advogados especialistas na área, o pagamento de fianças, custos com hospedagem e viagem, entre outros gastos). Além disso, a seguradora efetua o pagamento de indenização (dentro do valor total do contrato) quando esta é estipulada pela justiça.

Assim, ter o seguro de responsabilidade civil médica é uma garantia a mais para o profissional, que neste momento fica sensível.

Ficou interessado em adquirir o seguro? Entre em contato com nossa equipe.


Compartilhe:

Rua Dom Rodrigo, 231 - Sala 23 - Ed. Jaraguá Plaza Center - Bairro Santa Rosa - Belo Horizonte/MG

(31) 2512-0404

(31) 9 8229-8118

contato@rcdoutor.com.br

× Como posso te ajudar?